Navio da Transpetro pega fogo e deixa um morto no RJ

Embarcao sofreu o sinistro a cerca de 40 quilmetros da costa do municpio de Maric, no Rio; um oficial nutico morreu

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Um oficial de náutica morreu, na noite do domingo(18 durante um incêndio que atingiu a praça de máquinas do navio Diva, que está a cerca de 40 km a leste de Maricá, na Região Metropolitana do Rio. As informações foram confirmadas, por meio de nota, pela Transpetro, responsável pela embarcação.

De acordo com a Transpetro, o foco do incêndio está confinado ao compartimento da praça de máquinas, distante dos tanques de carga da embarcação. O fogo ainda está sendo controlado pela tripulação, com o apoio de rebocadores deslocados para a região, informou a Transpetro.

A empresa informou ainda que está prestando assistência aos 32 tripulantes a bordo e à família do oficial morto.

Ainda segundo a Transpetro, o navio Diva havia passado por uma manutenção no início do ano e operava normalmente desde então, transportando óleo diesel para abastecer rebocadores da Bacia de Campos. Uma comissão interna foi criiada para investigar as causas do acidente, e a Marinha do Brasil e as demais autoridades competentes já foram comunicadas.

 Leia a nota oficial divulgada pela Transpetro:

"A Transpetro informa que por volta das 21h de ontem (18) ocorreu um incêndio na praça de máquinas do navio Diva, a 25 milhas náuticas a leste de Maricá (RJ). O incêndio está sendo controlado pela tripulação, com o apoio de rebocadores deslocados para a região. O foco de incêndio está confinado no compartimento da praça de máquinas, distante dos tanques de carga da embarcação.

A Companhia lamenta informar o falecimento do oficial de náutica Rosynaldo Marques dos Santos, ocorrido durante os procedimentos de combate ao incêndio. A Transpetro tem prestado toda a assistência aos 32 tripulantes a bordo e à família do oficial Rosynaldo Marques.

O Diva havia passado por uma docagem de manutenção periódica no início do ano e operava normalmente desde então, atuando no transporte de óleo diesel para abastecimento a rebocadores da Bacia de Campos. Uma comissão interna foi criada para investigar as causas do acidente. A Marinha do Brasil e as demais autoridades competentes foram devidamente comunicadas."

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247