CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

“Negacionismo obscuro faz parecer que tivemos um domingo no parque”, ironiza Moraes em julgamento do 8 de janeiro

Relator Alexandre de Moraes reforçou gravidade dos ataques e afirmou que “negacionismo obscuro” faz com que envolvidos e advogados tentem minimizar os atos golpistas

Alexandre de Moraes (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 — O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar nesta quarta-feira, 13, os primeiros réus pelos atos golpistas do 8 de janeiro, quando apoiadores de Jair Bolsonaro contestaram o resultado eleitoral e vandalizaram a sede dos Três Poderes em Brasília. O relator é o ministro Alexandre de Moraes, o primeiro a votar. Ele reforçou a gravidade dos ataques e afirmou que o “negacionismo obscuro” faz com que envolvidos e advogados tentem minimizar os atos golpistas.

“Às vezes, o terraplanismo e o negacionismo obscuro de algumas pessoas faz parecer que no dia 8 de janeiro tivemos um domingo no parque”, afirmou. “Então, as pessoas vieram, as pessoas pegaram um ticket, pegaram uma fila... 'Agora vamos invadir o Supremo, vamos quebrar uma coisinha aqui. Agora vamos invadir o Senado. Agora vamos invadir o Palácio do Planalto’”, comentou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os ministros do STF vão avaliar a conduta individual de quatro acusados de invadir e depredar as sedes dos Três Poderes. No total, a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou 1.390 denúncias contra pessoas acusadas de participação nos atos. Ainda não há data dos demais julgamentos

Após abertura de Moraes, a presidente do STF, Rosa Weber, interrompeu a sessão para intervalo de almoço. O julgamento dos réus será retomado às 14h com o voto do relator Alexandre de Moraes no mérito do processo.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO