Neurocirurgião preso por fraude no SUS era militante anti-corrupção

Erich Fonoff foi um dos presos na operação da Polícia Federal que desbaratou um esquema criminoso de desvio de recursos públicos para compra de equipamentos hospitalares; são estimados cerca de R$ 18 milhões de prejuízos aos cofres públicos; Fonoff frequentava protestos pelo impeachment de Dilma e, nas redes sociais, pregava o fim da corrupção pedindo a prisão de Lula e a extinção do PT

Erich Fonoff foi um dos presos na operação da Polícia Federal que desbaratou um esquema criminoso de desvio de recursos públicos para compra de equipamentos hospitalares; são estimados cerca de R$ 18 milhões de prejuízos aos cofres públicos; Fonoff frequentava protestos pelo impeachment de Dilma e, nas redes sociais, pregava o fim da corrupção pedindo a prisão de Lula e a extinção do PT
Erich Fonoff foi um dos presos na operação da Polícia Federal que desbaratou um esquema criminoso de desvio de recursos públicos para compra de equipamentos hospitalares; são estimados cerca de R$ 18 milhões de prejuízos aos cofres públicos; Fonoff frequentava protestos pelo impeachment de Dilma e, nas redes sociais, pregava o fim da corrupção pedindo a prisão de Lula e a extinção do PT (Foto: Gisele Federicce)

Portal Fórum - O neurocirurgião do Hospital das Clínicas (SP) Erich Fonoff, especializado em Mal de Parkinson, foi um dos presos em condução coercitiva na última segunda-feira (18) na operação Dopamina, da Polícia Federal.

De acordo com os investigadores, Fonoff e outros médicos faziam parte de um esquema criminoso de desvio de recursos públicos para a compra de equipamentos médicos. São estimados cerca de R$18 milhões de prejuízos aos cofres públicos.

Apesar de, supostamente, ter se beneficiado com desvios de recursos públicos, o neurocirurgião é um assíduo ‘militante’ anti-corrupção. Desde que a presidenta Dilma Rousseff foi eleita em 2014, Fonoff tem frequentado inúmeros protestos pró-impeachment e, pelas redes sociais, pedia o “fim da corrupção”, pregando a prisão do ex-presidente Lula e espalhando boatos como de que o governo federal cortaria o Bolsa Família de quem não votasse em Dilma nas eleições de 2014.

Confira algumas do médico antes de ser preso.

erich



Errata: a foto publicada anteriormente nesta matéria não era do médico Erich Fonoff. Pedimos desculpas pelo erro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247