No Japão, Dilma tentará remover embargo à carne brasileira

A presidente Dilma Rousseff visitará o Japão na próxima semana e vai tratar da retomada da venda de carne processada bovina brasileira, embargada desde 2012; “A expectativa é que, por ocasião da visita, a carne termoprocessada do Brasil possa ter ingresso facilitado no mercado japonês”, disse o embaixador José Alfredo Graça Lima; Dilma estará em Tóquio nos dias 3 e 4 de dezembro acompanhada de uma missão empresarial que contará com o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e do presidente da Vale, Murilo Ferreira

Brasília - DF, 02/10/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante anúncio da reforma administrativa do Governo Federal. Foto: Ichiro Guerra/PR
Brasília - DF, 02/10/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante anúncio da reforma administrativa do Governo Federal. Foto: Ichiro Guerra/PR (Foto: Valter Lima)

Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil

 

A presidenta Dilma Rousseff visitará o Japão na próxima semana e vai tratar da retomada da venda de carne processada bovina brasileira, embargada desde 2012. “A expectativa é que, por ocasião da visita, a carne termoprocessada do Brasil possa ter ingresso facilitado no mercado japonês”, disse o subsecretário-geral de Política II, do Ministério das Relações Exteriores, embaixador José Alfredo Graça Lima.

Pelo lado brasileiro, segundo o embaixador, foram concluídas as análises técnicas para a abertura do mercado nacional para a carne japonesa do tipo premium, como são conhecidos os produtos de qualidade superior.

“Tem havido uma negociação entre as partes brasileira e japonesa para que, no contexto da visita, se possa anunciar a reabertura de carne termoprocessada brasileira e a [abertura para a] carne in natura japonesa do tipo premium. Espera-se que até a visita possa ser concluída, de lado a lado, a liberação recíproca”, completou a ministra Cecília Ishitani, chefe da divisão de Japão e Península Coreana do ministério.

De acordo com o embaixador, a presidenta estará em Tóquio nos dias 3 e 4 de dezembro acompanhada de uma missão empresarial que contará com o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Luciano Coutinho, e do presidente da Vale, Murilo Ferreira.

Em 2014, o fluxo comercial entre os países alcançou US$ 12,6 bilhões, com superavit de US$ 800 milhões para o Brasil. O Japão é o sexto parceiro comercial, quinto destino das exportações brasileiras e ocupa o quinto lugar como origem de investimentos estrangeiros diretos no Brasil.

A ideia da visita é tentar diversificar a pauta de exportações brasileiras para o mercado japonês muito concentrada em matérias-primas e incrementar o investimento do Japão no Brasil. “O governo brasileiro tem expectativa de investimentos em infraestrutura e logística e os japoneses mostraram interesse nos setores ferroviário e portuário no Centro-Oeste e na região do Matopiba [formado por terras do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia]”, disse o subsecretário-geral.


COP21 e Vietnã

Na segunda-feira (30), a presidenta vai participar da abertura da 21ª Conferência das Partes (COP21) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, em Paris. A COP 21 vai até o dia 11 de dezembro e tem como objetivo chegar a um novo acordo global climático.

Nos dias 1º e 2 de dezembro, ela fará visita ao Vietnã, membro da Associação de Nações do Sudeste Asiático, onde também estará acompanhada de empresários. O fluxo de comércio entre os países é US$ 3,17 bilhões. “O foco do Brasil no Vietnã é criar condições para aumentar exportações de maior valor agregado”, afirmou Graça Lima.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247