Nome do setor privado de Educação, Gilberto Garcia é cotado para o MEC

Estudioso da área de religião e ex-reitor da Universidade Católica de Brasília, Garcia teria o apoio de Antônio Veronezi, empresário da educação privada próximo do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e do ex-ministro Abraham Weintraub

(Foto: USF/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O nome de Gilberto Gonçalves Garcia está circulando como cotado para ocupar o Ministério da Educação após o pedido de demissão de Carlos Alberto Decotelli, entregue a Jair Bolsonaro na tarde desta terça-feira, 30. 

Segundo o jornal O Globo, Gilberto Garcia teria o apoio de Antônio Veronezi, empresário da educação privada próximo do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e do ex-ministro Abraham Weintraub.

Garcia é estudioso da área de religião, tem formação em filosofia pela UFRJ e foi reitor da Universidade Católica de Brasília até 2018. Também presidiu o Conselho Nacional de Educação (CNE) entre 2014 e 2016, durante o governo Dilma.

A ala mais próxima ao guru do bolsonarismo, Olavo de Carvalho, defende o nome da atual secretária de Educação Básica do MEC, Ilona Becskeházy

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247