Nos dois primeiros dias de prisão, Temer abre mão de banho de sol

Preso desde a última quinta-feira (21), o ex-presidente abriu mão do banho de sol a que tem direito nos dois primeiros dias de prisão. Temer está encarcerado na sede da Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Nos dois primeiros dias de prisão, Temer abre mão de banho de sol
Nos dois primeiros dias de prisão, Temer abre mão de banho de sol (Foto: Reprodução/TV Globo)

247 - Preso desde a última quinta-feira (21), o ex-presidente Michel Temer abriu mão do banho de sol a que tem direito nos dois primeiros dias de prisão. Temer está encarcerado na sede da Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. Segundo a Folha de S.Paulo, o ex-presidente pediu para não sair para o banho de sol, para evitar exposição.

O emedebista não teve direito a visitas neste fim de semana. Segundo a Polícia Federal, as visitas são permitidas apenas de segunda a sexta-feira, em horários pré-determinados. Um de seus advogados, Gustavo Guedes, tentou visitá-lo na manhã deste sábado, mas não conseguiu entrar.

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região julgará na próxima quarta-feira 27 os pedidos de habeas corpus apresentados por Temer, Moreira Franco e outros detidos na operação, entre eles o de João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, e sua esposa, Maria Rita Fratezi. Leia mais na Agência Brasil:

TRF-2 definirá recursos de Temer e Moreira na próxima semana

Por Isabela Vieira – O ex-presidente da República Michel Temer, o ex-ministro Wellington Moreira Franco e os demais presos na Operação Descontaminação devem ficar presos por mais algum tempo, no Rio de Janeiro. Os pedidos de habeas corpus impetrados por eles só serão definidos na próxima semana. Inicialmente, a expectativa era que os recursos fossem julgados nesta sexta-feira (22).

Em decisão tomada hoje o desembargador Antonio Ivan Athié determinou que a análise dos pedidos ocorra na próxima reunião colegiada da 1ª instância do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2).

Na mesma decisão, o desembargador pediu que o juiz Marcelo Bretas informe, em 24 horas, se mantém a decisão que determinou as prisões.

Além de Athiê, fazem parte do colegiado que analisará os habeas corpus, o desembargador Abel Gomes e o juiz federal convocado Vlamir Costa Magalhães.

Na Operação Descontaminação foram presos Temer, Moreira Franco, Vanderlei de Natale, Carlos Alberto Costa, João Baptista Lima Filho, o coronel Lima e a mulher dele, arquiteta Maria Rita Fratezi.

Todos foram detidos por determinação do juiz federal Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelas ações de desdobramento da Operação Lava Jato.

A Operação Descontaminação investiga desvios na Eletronuclear. Ao todo, foram expedidos oito mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária e 24 de busca e apreensão no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Paraná e Distrito Federal.

*Colaborou o repórter André Richter

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247