Nova denúncia sobre morte de Marielle deve atingir clã Bolsonaro – e o presidente se vacina

O próprio Jair Bolsonaro criou a expectativa de que sua família será atingida por revelações sobre o caso, ao dizer que "novas armações virão". Segundo o jornalista Josias de Souza, Bolsonaro "parece atormentado pela síndrome do que está por vir". O também jornalista George Marques questiona: "acusou o golpe?"

(Foto: PR | Mídia Ninja)

247 – Tudo indica que o clã Bolsonaro será atingido por novas revelações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, nos próximos dias. Isso porque o próprio Bolsonaro se vacinou contra o que está por vir, ao dizer que novas armações estão sendo preparadas por adversários, insinuando que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, poderia acusar alguém de sua família pelo brutal assassinato. A atitude de Bolsonaro gerou certa perplexidade, no meio jornalístico. 

"Ora, um presidente que diz coisas definitivas sobre um assassinato —vêm aí novas armações contra mim—, mas não define muito bem as coisas, não precisa de imprensa ou de gente malévola para se enrolar. Bolsonaro tropeça na própria língua. Parece atormentado pela síndrome do que está por vir. E o país se pergunta: O que só Bolsonaro sabe sobre o caso Marielle?", questionou Josias de Souza, em sua coluna no Uol.

Percepção semelhante foi a do jornalista George Marques, que comentou sobre a vacina de Bolsonaro em seu twitter:

O que parece certo é que o clã em breve terá que voltar a dar explicações sobre o caso, que tem relação direta com as milícas apadrinhadas pela família Bolsonaro.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247