Nova greve de caminhoneiros é iminente, diz líder da categoria

Os grupos de mensagem de caminhoneiros no WhatsApp voltaram a todo o vapor desde o anúncio da alta de até 14% no preço do diesel; a movimentação para uma nova paralisação da classe de trabalhadores vai ganhando intensidade. Edimilson Carneiro, o Dodô, que administra a página UDC (União dos Caminhoneiros do Brasil), afirma que “se fosse pela empolgação, hoje íamos amanhecer parados em vários pontos”

Nova greve de caminhoneiros é iminente, diz líder da categoria
Nova greve de caminhoneiros é iminente, diz líder da categoria (Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os grupos de mensagem de caminhoneiros no WhatsApp voltaram a todo o vapor desde o anúncio da alta de até 14% no preço do diesel. A movimentação para uma nova paralisação da classe de trabalhadores vai ganhando intensidade. Edimilson Carneiro, o Dodô, que administra a página UDC (União dos Caminhoneiros do Brasil), afirma que “se fosse pela empolgação, hoje íamos amanhecer parados em vários pontos”.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "no início da noite deste sábado, a ANTT já tinha uma nota em seu site afirmando que, por conta da variação no preço do diesel irá promover os ajustes na tabela do frete, conforme previsto na lei sancionada por Temer."

Segundo a matéria: "a ideia dos caminhoneiros é pressionar os órgãos reguladores responsáveis por fazer valer o acordo acertado com o governo em maio."

“Nós vamos juntar dez caminhoneiros de cada estado do país e vamos para Brasília, para a frente do prédio da ANTT. Sem baderna. Vamos fazer igual aos sem-teto, vamos invadir o prédio e só sair de lá quando atenderem a gente”, afirmou Edimilson Carneiro.

 

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247