“O contrato do Clube do Teatro é claro”, defende diretor

De acordo com Marcelo Cabral, vendedores da revista so bem treinados e alguns associados que no querem pagar

www.brasil247.com - “O contrato do Clube do Teatro é claro”, defende diretor
“O contrato do Clube do Teatro é claro”, defende diretor (Foto: Divulgação)


Diego Iraheta _247 – Com mais de 12 mil sócios, a empresa alvo das denúncias publicadas pelo Brasil 247 é mesmo uma relevante fonte de incentivo à cultura e ao lazer em São Paulo. Só no mês passado, mais de 30 peças em cartaz ofereciam desconto para associados do Clube do Teatro Brasil. Assinantes da revista tinham direito a ingresso gratuito em 11 salas de cinema da capital, além de ofertas em seis restaurantes, 13 casas noturnas e seis parques de diversões, como Hopi-Hari e Playcenter.

“Se você quer sair acompanhado no fim de semana para ir ao teatro e jantar em São Paulo, vai gastar 150, 180 reais. O Clube do Teatro permite que você faça isso de graça”, compara o diretor de programação do clube, Marcelo Cabral. Em entrevista ao 247, ele defende os vendedores da revista nas ruas de SP e minimiza as reclamações na internet. “O contrato está bem claro na revista para todos; agora, quem não vê...”, diz, aos risos.

Leia a íntegra da entrevista:

247 – A proposta do Clube do Teatro Brasil é popularizar o teatro. Como vocês fazem isso?

Marcelo Cabral – Nós oferecemos uma revista com cupons de desconto. Ela tem de sete a dez ingressos gratuitos por mês.

247 – Como é feita a seleção das parceiras, das peças que terão o desconto?

Não tem uma seleção. Nós firmamos parceria para ajudar a popularizar os espetáculos – principalmente aqueles que não têm patrocínio. O Clube do Teatro acaba virando uma propaganda gratuita para o espetáculo.

247 – Quais os tipos de espetáculo que contam com o desconto?

Na verdade, firmamos parceria com praticamente todos os espetáculos de teatro. Adulto, infantil, comédia e stand-up. Inclusive espetáculos de nome, como “A sogra que pedi a Deus” e “Sex and the Sampa 2”.

247 – Existe algum público-alvo do Clube do Teatro Brasil?

Tem muitas pessoas que nunca foram ao teatro e que acabaram conhecendo os palcos por causa do clube. Tem muito estudante também. Se você quer sair acompanhado no final de semana para ir ao teatro e jantar, vai gastar 150, 180 reais. O Clube do Teatro proporciona que você vá ao teatro gratuitamente. Se você quiser ir todo fim de semana, você pode ir. Dentro da mesma semana, se você quiser assistir a dois espetáculos, você pode fazer isso mesmo sem ter condição financeira.

247 – Na internet, tem muita reclamação sobre o Clube do Teatro Brasil. Os vendedores abordam as pessoas no meio da rua pedindo para elas preencherem dados em um cadastro. Mas eles não dizem que se trata de um contrato. Por que isso acontece?

Olha, é difícil dizer isso. Eu sou de outra área, da programação – eu fecho a revista. Mas dá uma olhada na revista, na página 14 (leia abaixo). Está bem claro que é um contrato. Agora, quem não vê... (risos)

247 – Mas algumas pessoas dizem que nem recebem a revista dos vendedores. Como elas vão saber que é um contrato?

Olha, a gente dá toda a informação para a pessoa ser bem-informada. Tem muitas pessoas que guardam boleto na gaveta e esquecem. Atrasam uma, duas parcelas. Depois, não querem pagar. A gente procura dar toda a orientação. Nosso único interesse é ajudar as pessoas a ir ao teatro.

247 – Mas há um treinamento dos vendedores para informar os clientes em potencial?

Todos os vendedores têm treinamento. Eu sou de outra área, mas posso garantir que todos são treinados. Senão, nós não teríamos tantos associados que estão pagando mensalidade.

247 – Quem é o responsável pelo treinamento dos vendedores?

É o seu Josino (Moraes, gerente da empresa). Agora, eu convido você a ir ao teatro com ingresso do Clube do Teatro Brasil. Você vai ver que as pessoas que vão pelo clube estão contentes. A maior propaganda é você frequentar o clube.

O Brasil 247 está tentando contato com o gerente do Clube do Teatro Brasil, Josino Moraes, para entender como é o treinamento dos vendedores que, segundo centenas de internautas, aplicam o golpe do teatro.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email