O lado íntimo de Gisele Bündchen

Top model brasileira lana linha de lingeries em parceria com a Hope

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – As brasileiras poderão, em breve, se vestir igualzinho a Gisele Bündchen na intimidade sem ter que torrar os salários dos namorados e maridos. A top model brasileira – a mais bem paga do planeta, com rendimentos de US$ 45 milhões, no ano passado – lançou na noite de quinta-feira (12), em São Paulo, a sua linha de moda íntima, desenvolvida em parceria com a Hope. A coleção “Gisele Bündchen Brazilian Intimates”, com cinco temas, é composta por 40 peças, que chegarão às lojas a partir de 25 de maio.

Para abrir o apetite, e as carteiras, das consumidoras, Gisele desfilou três modelitos para uma plateia de 500 convidados na Vila dos Ipês, no bairro da Vila Leopoldina, em São Paulo. As calcinhas, corpetes e camisolas de sua custarão, em média, custar o dobro das peças convencionais produzidas pela da Hope. As calcinhas da grife Bündchen, por exemplo, chegarão ao varejo por R$ 40 e os sutiãs, por volta de R$ 100.

Garota-propaganda da Hope há dois anos, a top model garantiu à parceira de negócios um crescimento de vendas estimado em 58%. Na coleção de peças íntimas, ela terá direito, além de um valor fixo previsto em contrato, a uma fatia de 10% das vendas. O trato terá validade por dois anos e prevê o lançamento de seis guarda-roupas de lingeries. Otimista, a Hope pretende reforçar a sua rede varejo. A meta da empresa é abrir 60 novas franquias exclusivas até o fim do ano, elevando assim para 115 o total de lojas.

A Hope é a segunda empresa a lançar no País uma coleção com a grife de Gisele neste ano. No início de abril, a musa das passarelas assinou uma linha de roupas da C&A, dez anos depois de firmar seu primeiro contrato com a rede varejista. Além de assinar a linha “by Gisele”, a top model se tornou a estrela da campanha, fotografada por Sebastian Kim.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247