Bolsonaro usa lema da campanha da estatização do petróleo: "O petróleo é nosso ou de um pequeno grupo no Brasil?"

Jair Bolsonaro lançou mão do lema da histórica campanha pela nacionalização do petróleo dos anos 1950: "O petróleo é nosso". E uma frase que se tornou famosa ao ser pronunciada por Getúlio Vargas por ocasião da descoberta de reservas de petróleo na Bahia em 1954. "O petróleo é nosso ou de um pequeno grupo no Brasil?", disse Bolsonaro a apoiadores na manhã desta segunda-feira

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nobrega - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em conversa com apoiadores no Palácio do Planalto nesta segunda (22), Jair Bolsonaro lançou mão do lema da histórica campanha pela nacionalização do petróleo dos anos 1950: "O petróleo é nosso". E uma frase que se tornou famosa ao ser pronunciada por Getúlio Vargas por ocasião da descoberta de reservas de petróleo na Bahia em 1954. "O petróleo é nosso ou de um pequeno grupo no Brasil?", disse Bolsonaro a apoiadores na manhã desta segunda-feira

Ele, no entanto, negou que irá interferir na política de preços da companhia: "Ninguém vai interferir na política de preços da Petrobras. Eu não consigo entender, em um prazo de duas semanas, ter um reajuste no diesel em 15%".

Em seguida, Bolsonaro perguntou aos apoiadores se eles sabiam o salário do presidente da estatal: "Respeito a empresa, seus funcionários, seus servidores, mas queremos saber de números concretos do que acontece lá. Bem como a política salarial dos seus presidentes e diretores. Alguém sabe quanto ganha o presidente da Petrobras? Alguém tem ideia? Chuta, bem alto aí".

Uma pessoa respondeu que seria R$ 50 mil, e Bolsonaro disse que é "mais do que isso por semana". Ele também criticou Castello Branco por estar trabalhando de casa durante a pandemia do novo coronavírus, segundo O Globo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email