“O que deslanchou o lawfare contra Lula foi o petróleo”, diz Celso Amorim

O ex-chanceler vê a perseguição política contra o ex-presidente como produto do descobrimento das reservas do pré-sal e da aproximação do Brasil com rivais geopolíticos dos Estados Unidos. “Isso fez com que o ‘Estado profundo’ dos setores de inteligência reagisse”, explica. Assista

www.brasil247.com -
(Foto: ABr)


247 - O ex-chanceler Celso Amorim avaliou que a perseguição política contra o ex-presidente Lula foi uma reação dos Estados Unidos ao descobrimento das reservas do pré-sal e da aproximação do Brasil com seus rivais geopolíticos, como China e Rússia.

“O que deslanchou o lawfare, além de vários outros fatores, como o protagonismo internacional do Brasil e dos BRICS, foi principalmente o petróleo. A descoberta do pré-sal, o fato de nós termos preservado para a Petrobras o controle das reservas, estar se aproximando da China e da Rússia, que são rivais estratégicos dos Estados Unidos, isso fez com que o ‘Estado profundo’ dos setores de inteligência reagisse”, disse, em entrevista à TV 247.

O ex-ministro disse ainda que, além das empresas, o Estado norte-americano tem interesse em controlar recursos brasileiros: “Esta é uma questão de controle. Eles querem ter certeza de que num momento de crise eles podem manter fontes de recursos”, afirmou.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email