OAS tentará acordo de leniência com CGU e estuda criar nova marca

A OAS se reúne nesta quinta (19) com a CGU (Controladoria Geral da União) para tentar fechar acordo de leniência, informa a jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de S.Paulo. A empresa estima que terá de pagar uma multa de R 1,4 bilhão. Mas o valor final será definido pela CGU. A empresa estuda criar nova marca

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A OAS se reúne nesta quinta (19) com a CGU (Controladoria Geral da União) para tentar fechar acordo de leniência, informa a jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de S.Paulo. 

A empresa estima que terá de pagar uma multa de R 1,4 bilhão. Mas o valor final será definido pela CGU. A empresa estuda criar nova marca.

O ex-presidente do grupo, Léo Pinheiro, deixou a prisão nesta semana para cumprir pena em casa, depois que o acordo de delação premiada dele foi homologado pela Justiça.  

A empresa espera, com o acordo de leniência, voltar a ter acesso a financiamentos no mercado privado.   

Com um quadro de funcionários que caiu de 120 mil em 2014 para 15 mil, a OAS está estudando criar nova marca.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247