Órgãos do CNPq criticam corte da Economia nos recursos da ciência

“Serão extremamente negativos os impactos que essa ação terá sobre a ciência brasileira, afetando a soberania do país e aumentando ainda mais nossa dependência de conhecimento e insumos importados de outras nações”, afirmaram

(Foto: Herivelto Batista/ASCOM-MCTIC)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Os Comitês Assessores de Biofísica, Imunologia, Microbiologia e Parasitologia do CNPq criticaram a imposição pelo Ministério da Economia de um corte de 92% nos recursos destinados à ciência.

“Serão extremamente negativos os impactos que essa ação terá sobre a ciência brasileira, afetando a soberania do país e aumentando ainda mais nossa dependência de conhecimento e insumos importados de outras nações”, afirmaram. 

“Essa ação também coloca em descrédito o futuro da ciência do país, pois passa para nossos cientistas e sociedade em geral a forte impressão de que Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico não são ações prioritárias no Brasil. É inquestionável que ações como essa também nos desacreditam perante nossos colaboradores internacionais, uma vez que tornar-se-á clara nossa incapacidade de honrar compromissos e metas estabelecidas em conjunto com nossos parceiros”. 

PUBLICIDADE

“A curto prazo, essa ação coloca em xeque nossa busca de décadas por excelência científica. A insegurança sobre a capacidade que o CNPq terá de honrar seus editais de bolsas e o recém-lançado Edital Universal se instalou sobre avaliadores e candidatos a financiamento”, destacaram.

“Não há soberania nem crescimento econômico dissociados de geração de conhecimento e desenvolvimento tecnológico, conforme amplamente vivenciado pelos países que tratam ciência como prioridade. A ação do Ministério da Economia nos passa mensagens muito negativas: torna inviável a manutenção das atividades científicas do país, e informa a todos que o Governo Federal entende que Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico são irrelevantes no Brasil”.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email