Os jovens acordam: "Amanhã será maior!"

O despertar da juventude aproxima a Marcha da Liberdade, no Brasil, da revolta do 15-M, na Espanha, e da revoluo da Praa Tahir, no Egito. um fenmeno novo, que pode mudar para melhor a poltica e a sociedade

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Depois de uma longa apatia, de um sono invernal, os jovens estão finalmente acordando. Em São Paulo, no Cairo, em Madri e em várias partes do mundo. Em comum, o desejo de mudança, de uma vida melhor e de participarem ativamente do processo político. São jovens conectados, informados e que se mobilizam por meio das redes sociais. No Brasil, antes da Marcha da Liberdade, eles utilizavam as hashtags #marcha e #liberdade no Twitter para chamarem uns aos outros à manifestação que reuniu 5 mil pessoas. Na Espanha, eles se conectam pedindo #democraciarealya. “O mundo caminha para a democracia direta”, resume a vereadora Soninha Francine, eleita pelo PPS, e presente à Marcha.

Na manifestação paulistana, o principal grito de guerra exalava uma energia nova. “Amanhã será maior, amanhã será maior, amanhã será maior”, gritavam os jovens. Ali, havia sim gente interessada na descriminalização da maconha. Mas também havia quem pedisse, por exemplo, passe livre para estudantes nos ônibus, como já acontece em algumas cidades da Europa. E outros, mais politizados, falavam também em democracia direta, ou seja, na possibilidade de participar do processo político sem intermediários, como deputados e senadores.

No Brasil e no mundo, a democracia representativa está em crise. Aqui, ela é simbolizada por alianças espúrias entre partidos políticos e pela exploração do Estado por interesses particulares. A consequência direta disso é a avalanche de denúncias de corrupção. É como se a política fosse um universo paralelo, com regras próprias. Mas essa “ordem” nem sempre resiste. Tudo vai bem até o dia em que, numa determinada praça, em algum canto do mundo, algo de novo acontece. E o motor da mudança é sempre a juventude.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email