Osmar Terra diz que “combustível teve pouco aumento desde 2018”

“É bom que se diga que desde aquela época, o combustível teve pouco aumento. Desde 2018. Nós estamos em 2021. Existe oscilação de mercado e do dólar, tudo que influencia“, disse Terra, desmentindo a tese de Bolsonaro de que a alta de preços é culpa dos governadores

www.brasil247.com - Osmar Terra
Osmar Terra (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)


247 - Depois de minimizar a gravidade da pandemia e fazer previsões que se mostraram infundadas, o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) afirmou que os combustíveis no Brasil tiveram “pouco aumento” desde 2018.

De acordo com a agência Nacional de Petróleo (ANP), desde 2018 a gasolina ficou 33,1% mais cara, enquanto o diesel subiu 36%. O preço do diesel S10 avançou 34,7%. Mas em discurso durante sessão da Comissão Geral que debate os custos das termelétricas para o país e a alta dos preços dos combustíveis, Osmar Terra defendeu a política de preços da Petrobras.

“É bom que se diga que desde aquela época, o combustível teve pouco aumento. Desde 2018. Nós estamos em 2021. Existe oscilação de mercado e do dólar, tudo que influencia“, disse Terra, desmentindo a tese de Bolsonaro de que a alta de preços é culpa dos governadores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para Terra, a Petrobras está “funcionando muito bem” e atacou os governos do PT. “A Petrobras está cumprindo um papel importantíssimo, primeiro de sobreviver. Eu vi um deputado da oposição falando como se o PT não tivesse responsabilidade nenhuma nessa crise da Petrobras. O PT destruiu a Petrobras”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Terra ficou incomodado com com as declarações do deputado federal Bohn Gass (PT-RS), líder da bancada do PT ma Câmara, que afirmou que, mesmo com a adoção da estratégia de redução da frequência de reajustes dos preços nas refinarias, o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, não conseguiu conter a inflação para o consumidor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A dolarização dos preços dos combustíveis, mantida pelo governo Bolsonaro, está elevando os preços a patamares históricos. A política de Preço de Paridade de Importação, ainda mantida na Petrobras, faz a estatal deixar de controlar os preços dos combustíveis, evitando pressões inflacionárias, para determiná-los conforme as cotações do dólar e do petróleo no mercado internacional“, disse Gass.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email