Palocci terá que devolver US$ 20 milhões ou pode ser preso de novo

A força-tarefa do MPF na Operação Lava Jato pediu à Justiça Federal no Paraná que o ex-ministro Antonio Palocci pague imediatamente mais de US$ 20,4 milhões; caso contrário, os procuradores da Lava Jato solicitam que Palocci seja preso novamente; após dois anos, Palocci deixou a prisão na última quinta-feira (29); o ex-ministro saiu da carceragem após o TRF-4 ter reduzido sua pena e concedido a ele o benefício da prisão domiciliar em regime semiaberto

Palocci terá que devolver US$ 20 milhões ou pode ser preso de novo
Palocci terá que devolver US$ 20 milhões ou pode ser preso de novo (Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer)

247 - A força-tarefa do MPF (Ministério Público Federal) na Operação Lava Jato pediu à Justiça Federal no Paraná que o ex-ministro Antonio Palocci pague imediatamente mais de US$ 20,4 milhões. Caso contrário, os procuradores da Lava Jato solicitam que Palocci seja preso novamente, informou reportagem do UOL. A defesa do ministro disse que só irá se manifestar no processo. 

Após dois anos, Palocci deixou a Superintendência da PF (Polícia Federal) em Curitiba na última quinta-feira (29). O ex-ministro saiu da carceragem da PF após o TRF-4 ter reduzido sua pena e concedido a ele o benefício da prisão domiciliar em regime semiaberto.

No acordo de delação, havia um acerto para que a multa imposta a Palocci fosse limitada a R$ 37,5 milhões. Esse trecho, porém, não foi validado pela segunda instância. 

Mas o juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba –responsável pela execução da pena do ex-ministro--, considerou a decisão inicial, com limitação à multa, no despacho em que determinou condições para a soltura de  de Palocci. A conta-corrente para o depósito foi aberta no último dia 30. Para o MPF, portanto, a reparação deverá ser de US$ 20.439.382,16.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247