Pandemia do coronavírus teve impacto financeiro em 81,9% dos brasileiros, diz pesquisa

Ainda segundo o levantamento do Instituto Paraná Pesquisas , 39,3% dos entrevistados disseram ter sofrido algum impacto psicológico, como ansiedade e depressão, devido ao isolamento social

Menino com máscara de proteção na favela de Manguinhos, no Rio de Janeiro
Menino com máscara de proteção na favela de Manguinhos, no Rio de Janeiro (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um estudo realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta que a crise resultante da pandemia impactou financeiramente 81,9% dos brasileiros. Ainda segundo a pesquisa, 39,3% dos entrevistados disseram ter sofrido algum impacto psicológico, como ansiedade e depressão, devido ao isolamento social imposto pelo avanço do novo coronavírus. 

Dos 81,9% que disseram terem sido prejudicados financeiramente pela pandemia, 33% afirmaram que o impacto foi muito elevado. Outros 29,4% responderam que foram pouco impactados e 19,5% disseram os prejuízos focaram dentro do normal esperado em uma crise. 

Em relação ao aspecto psicológico em função do isolamento social imposto para conter o avanço do coronavírus, 57,1% disseram não ter sentido problema algum, enquanto 39,3% afirmaram ter sentido algum tipo de transtorno. Outros 3,6% não souberam ou não quiseram responder. 

O Paraná Pesquisas ouviu 2.218 pessoas em 212 municípios dos 26 estados e do DF entre os dias 13 e 16 de abril. A margem de erro é de 2% para mais ou menos e o grau de confiança da pesquisa é de 95% .

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247