Pão de Açúcar solta nota sobre tentativa de assalto que terminou com 6 bandidos mortos pela Rota

Cena de tiroteio foi cinematogrfica, diz comandante da operao ocorrida nesta madrugada, na zona norte da capital paulista; bandidos tinham armamento pesado e coletes prova de balas; dezenas de viaturas perseguiram fugitivos

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Uma intensa troca de tiros entre policiais militares e criminosos que tentavam roubar um caixa eletrônico instalado dentro da loja do supermercado Comprebem, na altura Avenida Elísio Teixeira Leite, em frente ao Hospital Geral de Taipas, na zona norte de São Paulo, deixou um saldo de pelo menos seis bandidos mortos nesta madrugada.

Policiais militares do Serviço Reservado das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) flagraram a ação do grupo por volta das 3h30, tendo início o tiroteio. Não se sabe ainda se os criminosos, armados de fuzis e metralhadoras, iniciaram o confronto com algum segurança do supermercado ou se o tiroteio começou no momento em que os policiais, que estavam de campana, resolveram agir.

Acionados por funcionários do hospital que ouviram os disparos e testemunharam a correria, policiais militares do 18º Batalhão foram para o local e também se envolveram no tiroteio. A região onde ocorreu o confronto foi isolada pela polícia.

O grupo que tentava assaltar o caixa eletrônico  estava armado com fuzis e metralhadoras, além de contar com coletes a prova de balas, de acordo com informações da polícia. A quadrilha chegou ao local durante esta madrugada, em cinco veículos e com maçaricos para auxiliar no assalto, mas foi surpreendida por policiais militares. Houve troca de tiros e seis assaltantes morreram. Outros nove conseguiram fugir.

Em nota divulgada hoje, o Grupo Pão de Açúcar informou que a polícia foi acionada após o sistema de segurança identificar uma tentativa de assalto na loja do supermercado Comprebem localizado na Avenida Elísio Teixeira Leite, em frente ao Hospital Geral de Taipas. Segundo a empresa, a loja estava fechada e em reformas, e nenhum funcionário ou cliente foi ferido durante a ação. No entanto, três pintores estavam dentro do supermercado e chegaram a ser feitos reféns, mas saíram ilesos.

O tiroteio começou por volta das 3h15, com policiais que estavam na rua paralela à Avenida Elísio Teixeira Leite, que fica em um nível mais alto. Eles teriam respondido aos disparos efetuados pelos criminosos. Feridos, cinco bandidos entraram no supermercado. Quando o reforço policial chegou, houve nova troca de tiros no interior do estabelecimento.

Segundo o comandante das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), da PM, coronel Paulo Adriano Telhada, cerca de 50 policiais participaram da ação. No início da manhã, a Polícia Científica chegou para periciar o local. O delegado Ayrton Roberto informou que três bandidos já foram identificados. "Vamos começar o trabalho para identificar os demais", afirmou em entrevista à rádio Estadão/ESPN. Os nomes dos criminosos ainda não foram revelados.

A região onde ocorreu o confronto foi isolada pela polícia. O trânsito foi liberado na Avenida Elísio Teixeira Leite só às 11h45. Devido ao bloqueio, a SPTrans desviou 14 linhas de ônibus para vias paralelas.

A Escola Estadual Elísio da Teixeira Leite III suspendeu as aulas no período da manhã. Cerca de 500 alunos foram prejudicados. Não há previsão de quando o trecho isolado pela polícia será liberado. Ainda não há confirmação se ocorrerão as aulas do período da tarde.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email