Para 28%, Bolsonaro é o principal responsável pela alta dos combustíveis, diz pesquisa Quaest

As manobras de Bolsonaro para se eximir da culpa pela inflação sobre os combustíveis não têm dado certo, de acordo com o levantamento

www.brasil247.com - Bolsonaro e bomba de gasolina
Bolsonaro e bomba de gasolina (Foto: Reuters)


247 - As manobras de Jair Bolsonaro (PL) para tentar se eximir da culpa pela alta dos preços dos combustíveis não têm sido suficientes, mostra pesquisa Quaest, patrocinada pelo Banco Genial, divulgada nesta quarta-feira (8).

O principal responsável pela inflação sobre os combustíveis é Bolsonaro para 28% dos entrevistados. A Petrobrás aparece em segundo lugar, com 16%, e os governadores em terceiro, com 14%.

grafico

É Bolsonaro quem tem poder para alterar a política de preços da Petrobrás. A atual política vincula o preço dos combustíveis no Brasil ao mercado internacional e ao dólar, levando o valor para as alturas. Em suas falas públicas, porém, Bolsonaro se limita a criticar a Petrobrás pelos aumentos e culpar os governadores por uma responsabilidade que é sua.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A pesquisa ouviu 2.000 pessoas presencialmente entre 2 e 5 de junho. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-03552/2022.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email