Para evitar “77 mortes simultâneas”, juiz manda governo do AM enviar oxigênio a cidade do interior

Governo tem 12 horas para cumprir a medida. Magistrado prevê tragédia, e ordena criação de plano para evacuar pacientes de Itacoatiara

(Foto: Prefeitura de Jundiaí)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - A Justiça do Amazonas determinou, neste sábado (16/1), que o estado forneça 150 cilindros de oxigênio para o Hospital Regional José Mendes, localizado no município de Itacoatiara. A ação foi aberta pela Defensoria Pública do Amazonas e pelo Ministério Público local.

O governo tem 12 horas para cumprir a medida. Caso não o faça, pode ser multado em R$ 20 mil por hora de descumprimento. Além disso, a determinação, assinada pelo juiz Rafael Almeida Cró Brito, obriga o governo do Amazonas a elaborar um plano de evacuação dos pacientes do município para outros estados do país.

“Se o Estado não enviar o oxigênio ao hospital local de Itacoatiara-AM em quantidade suficiente, como já comprovado, teremos a morte de pelo menos 77 pessoas simultaneamente por insuficiência respiratória, devido à falta do material”, cita o juiz na decisão.

Continue lendo no Metrópoles

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email