Para Frota, após indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada, pode-se “esperar tudo desse governo"

Deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP), que já integrou a tropa de choque do bolsonarismo, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro foi sua “maior decepção”; para ele, após a indicação de Eduardo Bolsonaro para assumir a embaixada do Brasil em Washington pode-se “esperar tudo desse governo"

Dep. Alexandre Frota
Dep. Alexandre Frota (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

247 - O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP), que já integrou a tropa de choque do bolsonarismo, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro foi sua “maior decepção” e que após ele indicar Eduardo Bolsonaro para assumir a embaixada do Brasil em Washington pode-se “esperar tudo desse governo”. Ele também defendeu uma eventual chapa composta pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA), para disputar a eleição presidencial em 2022. 

“Aprendi muito cedo na Câmara que você não tem muito tempo para se decepcionar com as pessoas. Mas quem mais me decepcionou, com toda a certeza, foi o Bolsonaro”, afirmou Frota ao blog do jornalista Guilherme Amado. “Quero que ele termine o mandato e acerte. Mais do que tudo, o Brasil precisa andar. Não estou mais preocupado com o que o Bolsonaro vai fazer ou não. Só não quero que ele erre”, completou. Frota também disse que conheceu “dois Bolsonaros. O meu amigo, até o dia da eleição, e outro, presidente. Prefiro não falar mais”.

Sobre a indicação de Eduardo Bolsonaro para ser embaixador nos Estados Unidos, Frota foi enfático ao afirmar que esperar que ele “acerte e seja feliz. Que ele leve a Letícia “cartel” (Letícia Catelani, ex-diretora da Apex), o Filipe Martins (assessor internacional da Presidência) e toda aquela corriola que anda com ele”. Sobre alegação de que Eduardo possui “currículo” por ter fritado hambúrgueres nos EUA, Frota ressaltou que “ele fritou hambúrguer numa lanchonete que não tem hambúrguer. Mas desse governo a gente pode esperar tudo”.

O parlamentar disse, ainda, ter nojo do “bolsonarismo xiita”. “Recebo muitos ataques dos olavetes. Falar a verdade na cara deles incomoda. Até hoje eles só tinham ouvido eu esculachando o PT. Agora, quando encaro os aluninhos amestrados do Jim Jones da Virginia, ficam magoadinhos. Allan do Santos, Bernardo Küster, Cláudia Wild, nenhum ali vale nada. Não dependo dos olavetes para porra nenhuma. Não me deram um voto. Os bolsonaristas que não gostam de mim são xiitas. Me dão nojo. Atrás do computador é fácil. São iguais os petistas: fazem barulho, mas são cagões”, disparou.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247