Para PGR, relato de Tacla Duran que compromete Moro e a Lava Jato tem credibilidade

Vitórias jurídicas obtidas no exterior dão credibilidade à acusação de Duran. Documentos enviados por seu advogado já estão com a Procuradoria Geral da República

(Foto: ABr | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A cúpula da PGR (Procuradoria-Geral da República) já recebeu documentos e perícias do advogado Rodrigo Tacla Duran no pré-acordo de delação premiada que envolve a atuação de um dos melhores amigos de Sergio Moro na Lava Jato.

Em 2017, Duran disse à Folha que fez pagamentos a um advogado amigo de Moro que prometeu suavizar sua situação na Lava Jato.

Os procuradores estão impressionados com o fato de Duran ter conseguido vitórias importantes nos EUA e na Espanha em relação à Lava Jato, informa a jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de S.Paulo. 

O fato de os dois países terem sistemas jurídicos sólidos reforça a credibilidade de Duran. Preocupado com a reabertura do caso, Moro reage dizendo que Duran é um criminoso sem credibilidade.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email