Parentes de Bolsonaro que entraram no esquema da rachadinha já terão que depor nesta semana

A investigação sobre o esquema de corrupção, nepotismo, desvio de salários e lavagem de dinheiro em torno do clã Bolsonaro finalmente avança a passos rápidos; os parentes de Jair Bolsonaro que foram contratados pelo filho Flávio no esquema das rachadinhas já terão que prestar depoimento entre hoje e amanhã

(Foto: PR | Senado | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A investigação sobre o esquema de corrupção, nepotismo, desvio de salários e lavagem de dinheiro em torno do clã Bolsonaro finalmente avança a passos rápidos. O Ministério Público do Rio de Janeiro intimou nove parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher de Jair Bolsonaro, para prestarem depoimento entre hoje e amanhã, informa O Globo.

Entre os convocados estão José Procópio Valle, ex-sogro de Bolsonaro, Andrea Siqueira Valle, ex-cunhada de Bolsonaro, além dos primos Francisco Diniz, Daniela Gomes, Juliana Vargas e os tios Guilherme dos Santos Hudson, Ana Maria Siqueira Hudson, Maria José de Siqueira e Silva e Marina Siqueira Diniz. Além deles, também foi convocada para depor Fátima Dias Resende, próxima da família Siqueira Valle, e que constou como funcionária de Flávio na Alerj.

Em relatório, acrescenta a reportagem, o MP informou que os parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro, que constaram como assessores de Flávio Bolsonaro "sacavam quase a integralidade dos salários recebidos na Alerj para repassar os valores em espécie a outros integrantes da organização criminosa". O total recebido pelos 9 integrantes da família que tiveram o sigilo quebrado é de R$ 4,8 milhões

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247