É falso que Igreja Universal venda álcool em gel ungido por R$ 500

A foto analisada pela Lupa é uma montagem. A Igreja Universal do Reino de Deus não está vendendo álcool em gel ungido pelos bispos nos seus templos

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Lupa - Circula pelas redes sociais uma foto que mostra um pote de álcool em gel com o logotipo da Igreja Universal do Reino de Deus. O texto exibido na imagem diz que o frasco custa um “sacrifício” de R$ 500 e que o pagamento pode ser feito com diferentes tipos de cartão. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

A foto analisada pela Lupa é uma montagem. A Igreja Universal do Reino de Deus não está vendendo álcool em gel ungido pelos bispos nos seus templos. O fotógrafo Márcio Silva fez o registro original, que ilustra um texto no portal Amazonas1. A reportagem, publicada em 29 de fevereiro, informa sobre a eficácia do produto para eliminar o novo coronavírus. O rótulo do frasco teve o conteúdo substituído e as cores ficaram mais vivas na nova versão da imagem. Foi feita também uma reprodução da cena em perspectiva.

Em nota divulgada em seu site, a Universal afirma que os responsáveis pela montagem “só desejam estimular o ódio contra a Igreja Universal do Reino de Deus, seus bispos, pastores e fiéis”. Recentemente, o bispo Edir Macedo, criador da Universal, divulgou um vídeo em que dizia que o novo coronavírus era uma estratégia de Satanás e da mídia para criar pânico na população. Criticado, ele tirou a gravação do ar.

Nesta quinta-feira (19), começou a circular nas redes sociais um vídeo com um homem não identificado que fala para uma plateia sobre a imagem do álcool em gel ungido, projetada em um telão. Muitos dos posts pegaram apenas o trecho inicial da fala e, a partir disso, disseram que se tratava do registro de um pastor da Universal tentando vender o produto. A versão mais longa da gravação encontrada pela Lupa, com 53 segundos, no entanto, mostra que o homem critica a foto a partir dos 34 segundos. “É isso que eu tô te falando. O evangelho hoje em dia está banalizado por causa dessa pouca vergonha aqui [aponta para a foto]. Cê tá me entendendo? Tá banalizado por conta disso. E o povo sabe que eu denuncio mesmo. Eu não tô nem aí”, afirma. Não foi possível identificar o palestrante, nem quando foi feita essa apresentação. Mas não se trata de um pastor vendendo o álcool em gel ungido.


Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247