Paulo Sérgio Pinheiro: provas para impeachment são 'bizarras'

Ex-ministro de Direitos Humanos no governo FHC, o diplomata e cientista político Paulo Sérgio Pinheiro engrossou o coro de pensadores brasileiros que condenam o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff; Pinheiro lembra que Dilma não cometeu nenhum crime de responsabilidade e chama o processo de impeachment de embuste; "Você não pode ir avante com uma proposta de impeachment com 'provas' bizarras como as chamadas pedaladas", afirmou

Ex-ministro de Direitos Humanos no governo FHC, o diplomata e cientista político Paulo Sérgio Pinheiro engrossou o coro de pensadores brasileiros que condenam o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff; Pinheiro lembra que Dilma não cometeu nenhum crime de responsabilidade e chama o processo de impeachment de embuste; "Você não pode ir avante com uma proposta de impeachment com 'provas' bizarras como as chamadas pedaladas", afirmou
Ex-ministro de Direitos Humanos no governo FHC, o diplomata e cientista político Paulo Sérgio Pinheiro engrossou o coro de pensadores brasileiros que condenam o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff; Pinheiro lembra que Dilma não cometeu nenhum crime de responsabilidade e chama o processo de impeachment de embuste; "Você não pode ir avante com uma proposta de impeachment com 'provas' bizarras como as chamadas pedaladas", afirmou (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O diplomata e cientista político Paulo Sérgio Pinheiro, ex-ministro de Direitos Humanos no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), é mais um pensador brasileiro a se levantar contra o ataque à democracia promovido por Eduardo Cunha (PMDB) e abraçado pela oposição. 

Em depoimento pelas redes sociais, Pinheiro lembra que Dilma não cometeu nenhum crime de responsabilidade e chama o processo de impeachment de embuste. "Você não pode ir avante com uma proposta de impeachment com 'provas' bizarras como as chamadas pedaladas", afirmou o diplomata.

Segundo ele, Eduardo Cunha recorreu a um desvio de poder para aceitar o pedido por retaliação e vingança ao PT. "O que eu espero verdadeiramente é que o Congresso Nacional se recuse a participar desse embuste que é essa tentativa de impeachment da presidenta Dilma" Rousseff", afirmou.

Assista abaixo ao vídeo na página da Jornada pela Democracia no Facebook.

 
Impeachment é completamente ilegal, diz Paulo Sérgio Pinheiro

"A PROPOSTA DO IMPEACHMENT É COMPLETAMENTE ILEGAL"O diplomata e cientista político Paulo Sérgio Pinheiro, ex-ministro dos Direitos Humanos no governo FHC, lembra que Dilma não cometeu nenhum crime de responsabilidade e chama o processo de impeachment de EMBUSTE. "Você não pode ir avante com uma proposta de impeachment com "provas" BIZARRAS como as chamadas pedaladas", diz. Segundo ele, Eduardo Cunha recorreu a um desvio de poder para aceitar o pedido por retaliação e vingança ao PT. "O que eu espero verdadeiramente é que o Congresso Nacional se recuse a participar desse embuste que é essa tentativa de impeachment da presidenta Dilma" Rousseff". #NãoVaiTerGolpe

Posted by Jornada pela Democracia on Domingo, 13 de dezembro de 2015

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email