Pauta de Bolsonaro na CIA: Venezuela

A criticada visita de Bolsonaro à agência de inteligência americana - CIA - historicamente envolvida em golpes de estado e extermínio de populações mundo afora, teve uma tema indigesto para a geopolítica regional: Venezuela; o ex-capitão do exército afirmou: "lá na CIA tivemos contato com a presidente bem como com funcionários do topo [sic]; muita coisa foi conversada (...) a preocupação deles com lavagem de dinheiro, com terrorismo, com a Venezuela e com a questão da geopolítica"

Pauta de Bolsonaro na CIA: Venezuela
Pauta de Bolsonaro na CIA: Venezuela (Foto: Marcos Corrêa/PR)

247 - A criticada visita de Bolsonaro à agência de inteligência americana - CIA - historicamente envolvida em golpes de estado e extermínio de populações mundo afora, teve uma tema indigesto para a geopolítica regional: Venezuela. O ex-capitão do exército afirmou: "lá na CIA tivemos contato com a presidente bem como com funcionários do topo [sic] . Muita coisa foi conversada (...) a preocupação deles com lavagem de dinheiro, com terrorismo, com a Venezuela e com a questão da geopolítica."

Bolsonaro acrescentou, com sua habitual 'perspicácia', que "lá na Venezuela o povo está passando fome, comendo rato, quando acha rato. Lá não tem cachorro nem gato mais. Comeram tudo, por causa do socialismo."

A reportagem do jornal O Globo relata a logística da visita de Bolsonaro à CIA: "na manhã desta segunda-feira, o presidente foi a uma reunião na sede da Agência Central de Inteligência dos EUA, em um encontro que não foi divulgado na agenda oficial do seu segundo dia de visita a Washington. Questionado diversas vezes, o Planalto havia afirmado que o presidente teria uma agenda privada. Participaram da comitiva o ministro da Justiça e Segurança, Sergio Moro, e o deputado federal Eduardo Bolsonaro. O encontro também não constava na agenda oficial de Moro."

O jornal ainda destaca que "na transmissão ao vivo no Facebook, o presidente fez também uma comparação entre os Estados Unidos e a Venezuela. Segundo Bolsonaro, os EUA são uma democracia porque as pessoas querem entrar no país, ao passo que a Venezuela é uma ditadura porque o mandatário daquele país não deixa as pessoas saírem dele. Ele aproveitou para provocar a esquerda do Brasil."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247