Pazuello deve antecipar data de vacinação para professores

A Frente Nacional dos Prefeitos anunciou também que não é mais necessário que cidades reservem suas segundas doses. Em reunião com Pazuello, também foi debatida a habilitação de novos leitos e a campanha nacional de vacinação

Professores em sala de aula
Professores em sala de aula (Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) anunciou que, após reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, cidades não precisam mais reservar a segunda dose da vacina e o cronograma para imunização dos professores deve ser antecipado. A expectativa é que a decisão deve ser tomada até março.

A garantia de mais doses justifica a expansão: "Agora, a partir do dia 23, com a chegada de 4,7 milhões de novas vacinas, a imunização será em 4,7 milhões de brasileiros, não a metade, como estava acontecendo até então", informou a frente, conforme reportado na Folha de S.Paulo.

Na reunião, conforme revelado mais cedo por Jonas Donizette (PSB), presidente da FNP, também foi debatida a habilitação de novos leitos e a campanha nacional de vacinação.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email