Pela primeira vez no século, Brasil não atinge meta para nenhuma das principais vacinas infantis

O Brasil poderá sofrer sérias consequências por conta da queda da vacinação. Há forte risco de retorno de doenças eliminadas, como já ocorreu com o sarampo,

Uma em cada quatro cidades tem cobertura de vacinação abaixo da meta
Uma em cada quatro cidades tem cobertura de vacinação abaixo da meta
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pela primeira vez em quase 20 anos, o Brasil não atingiu a meta para nenhuma das principais vacinas indicadas a crianças de até um ano, apontam dados de 2019 do Programa Nacional de Imunizações. O levantamento foi realizado pelo jornal Folha de S.Paulo. 

Segundo a reportagem, a situação é tão grave que, em um contexto de queda nas coberturas vacinais nos últimos cinco anos, a redução já chega a até 27% para alguns imunizantes.

Para complicar, em meio a pandemia do novo coronavírus, equipes de saúde dizem ver atrasos na busca pela vacinação também neste ano —o que indica a possibilidade de nova queda histórica nos índices.

O Brasil poderá sofrer sérias consequências por conta da queda da vacinação. Há forte risco de retorno de doenças eliminadas, como já ocorreu com o sarampo, ou aumento na transmissão daquelas que até então vinham sendo controladas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email