Pesquisa aponta que 65% avaliam que Bolsonaro mente sobre a crise da PF

Mais de 60% acreditam que as acusações de Sérgio Moro podem ser usadas como estopim para um pedido de impeachment de Bolsonaro

Sérgio Moro e Jair Bolsonaro
Sérgio Moro e Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pesquisa realizada nesta sexta-feira (25) após Sérgio Moro pedir demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública revela que 65% dos entrevistados acreditam nas acusações do ex-juiz de que houve interferência política de Jair Bolsonaro na Polícia Federal. A informação é do portal BRP.

A pesquisa instantânea foi realizada por telefone com 1.615 respostas. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos.

Cerca de 65% das pessoas interrogadas acreditam nas acusações de Moro de que houve interferência por interesses políticos de Bolsonao na Polícia Federal. Outros 35% ainda confiam no capitão reformado.

A segunda pergunta era sobre a possibilidade de transformar as acusações de Moro em uma espécie de estopim para um pedido de impeachment de Bolsonaro. A diferença percentual reduzida ainda indica que 61% responderam positivamente, contra a perspectiva de 39%.

A terceira questão dizia respeito ao futuro profissional de Moro. Cerca de 66% dos entrevistados acreditam que Moro pode sair candidato à Presidência da República em 2022, e apenas 34% que consideram que não.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247