Pesquisa Atlas: crise econômica-social é principal problema para 59%, enquanto corrupção aparece para 21%

Desemprego, inflação e o crescimento da desigualdade social e da pobreza agravados pela inação do governo Jair Bolsonaro são apontados como os principais problemas do Brasil

www.brasil247.com -
(Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Pesquisa Atlas, divulgada nesta segunda-feira (29), aponta que a maioria da população brasileira, 59%, considera que o desemprego, a inflação e o crescimento da desigualdade social e da pobreza como os principais problemas do Brasil atualmente. Outros 21% citam a corrupção como a maior dificuldade a ser enfrentada. Ainda conforme o levantamento, a inação de Jair Bolsonaro para resolver essas questões fez com que a rejeição ao seu governo alcançasse 65,3% dos brasileiros. 

Para 19,3% dos entrevistados, a pobreza e a desigualdade são os maiores problemas do país e outros 16,7% destacam a inflação. Em seguida aparecem os altos impostos e a ineficiência estatal (9,8%), o desemprego (6,8%) - que afeta mais de 13 milhões de trabalhadores - e a estagnação econômica (6,5%).

 “A população passou a enxergar a economia como um tema mais importante e 46% acreditam que os preços subiram fora de controle nos últimos seis meses. Essa é uma preocupação que penetra todos os segmentos da sociedade. Enquanto Bolsonaro não controlar a inflação, melhorar os índices de desemprego e gerar crescimento econômico, continuará perdendo apoio”, disse o cientista político e CEO do AtlasIntel, Andrei Roman, ao jornal El País. 

PUBLICIDADE

A pesquisa foi realizada online por meio de 4.921 entrevistas entre os dias 23 e 26 de novembro. A margem de erro é de um ponto percentual, para mais ou para menos, e o índice de confiança é de 95%.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email