Pesquisa mostra queda acentuada de Bolsonaro antes mesmo da rachadinha

Pesquisa Ibope/CNI, divulgada nesta sexta-feira, 20, mostra que governo de Jair Bolsonaro é avaliado como ruim ou péssimo por 38% da população brasileira, num aumento de quatro pontos em relação a setembro, enquanto 29% considera seu governo como ótimo ou bom. Na área econômica, governo teve desaprovação maior que aprovação em todos os quesitos

(Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pesquisa Ibope para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta sexta-feira, 20, mostra que o governo de Jair Bolsonaro é avaliado como ruim ou péssimo por  38% da população brasileira, enquanto 29% considera seu governo como ótimo ou bom. O governo é avaliado como regular por 31%.

Números mostram deterioração da popularidade do governo antes da divulgação do escândalo das rachadinhas envolvendo o senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz e outros ex-assessores do filho de Jair Bolsonaro na Assembleia Legislativa. 

Nas áreas econômicas, apesar da propaganda governista em torno da política de Paulo Guedes, o governo teve desaprovação numericamente maior que a aprovação em todos os quesitos. 

Taxa de juros é desaprovada por 62%, enquanto 31% aprovam. O combate ao desemprego tem 56% de desaprovação e 41% de aprovação. Já o combate à inflação é reprovado por 55% da população e aprovado por 40%. O combate à fome e à pobreza tem 55% de desaprovação e 40% de aprovação e política tributária do governo é desaprovada por 64% e aprovada por 30%. 

A nova pesquisa foi realizada entre os dias 5 e 8 de dezembro, ouviu 2.000 pessoas em 127 municípios e foi encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Segundo a pesquisa Ibope/CNI, o governo Bolsonaro está sendo:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247