Petroleiro é intimado pela PF após criticar Moro e Lava Jato

Diretor adjunto da Secretaria de Saúde do Trabalhador da CUT do Rio de Janeiro, Roberto Ponciano, serventuário da Justiça Federal, recebeu intimação da Polícia Federal para prestar depoimento, sob suspeita de "ameça" e "incitação ao crime"; Ponciano diz que escrevo textos em seu perfil numa mídia social e em sites de opinião criticando procedimentos da Lava Jato e a "seletividade" do juiz Sergio Moro; "Faço somente análises do contexto da investigação, ao criticar como ela acabou por se tornar uma orquestração política usada por veículos de comunicação e a direita interessados apenas em demonizar a imagem do Partido dos Trabalhadores e de suas lideranças"

Diretor adjunto da Secretaria de Saúde do Trabalhador da CUT do Rio de Janeiro, Roberto Ponciano, serventuário da Justiça Federal, recebeu intimação da Polícia Federal para prestar depoimento, sob suspeita de "ameça" e "incitação ao crime"; Ponciano diz que escrevo textos em seu perfil numa mídia social e em sites de opinião criticando procedimentos da Lava Jato e a "seletividade" do juiz Sergio Moro; "Faço somente análises do contexto da investigação, ao criticar como ela acabou por se tornar uma orquestração política usada por veículos de comunicação e a direita interessados apenas em demonizar a imagem do Partido dos Trabalhadores e de suas lideranças"
Diretor adjunto da Secretaria de Saúde do Trabalhador da CUT do Rio de Janeiro, Roberto Ponciano, serventuário da Justiça Federal, recebeu intimação da Polícia Federal para prestar depoimento, sob suspeita de "ameça" e "incitação ao crime"; Ponciano diz que escrevo textos em seu perfil numa mídia social e em sites de opinião criticando procedimentos da Lava Jato e a "seletividade" do juiz Sergio Moro; "Faço somente análises do contexto da investigação, ao criticar como ela acabou por se tornar uma orquestração política usada por veículos de comunicação e a direita interessados apenas em demonizar a imagem do Partido dos Trabalhadores e de suas lideranças" (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News

Portal Vermelho - Assim como aconteceu anteriormente com o petroleiro Emanuel Cancella, coordenador da Secretaria Geral do Sindipetro-RJ, o blogueiro Eduardo Guimarães do Blog da Cidadania, respectivamente convocados e processados por crime de opinião, o diretor adjunto da Secretaria de Saúde do Trabalhador da CUT do Rio de Janeiro, Roberto Ponciano, serventuário da Justiça Federal, recebeu nesta quinta-feira (30), uma intimação expedida pela Polícia Federal para comparecer

Segundo a notificação, Ponciano está sendo investigado por possível ocorrência de delito previsto nos artigos 140 (injúria), 147 (ameaça), 286 (incitação ao crime) e do Código Penal bem como no Artigo 2º , inciso 1º da Lei nº 12.850/2013, tendo em vista que pessoas ainda não identificadas estariam usando perfis em rede sociais para supostamente atentar contra a vida do juiz federal Sergio Moro.

"Escrevo textos em meu perfil numa mídia social e em sites de opinião criticando sim procedimentos da Lava Jato e a seletividade do juiz Moro. Faço somente análises do contexto da investigação, ao criticar como ela acabou por se tornar uma orquestração política usada por veículos de comunicação e a direita interessados apenas em demonizar a imagem do Partido dos Trabalhadores e de suas lideranças. Em momento algum quis injuriar e ameaçar a integridade física do juiz Sergio Moro e de qualquer outra pessoa ou autoridade envolvidas na investigação", afirmou Roberto Ponciano.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email