PF cumpre mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao vice-governador do Pará

PF investiga suspeitas de fraudes em licitações, simulação de entrega de merenda escolar para e rede pública de ensino e o pagamento de vantagens indevidas a gentes públicos. Um dos alvos é o vice-governador do Pará, Lúcio Vale (PL)

Cice-governador do Pará, Lúcio Vale
Cice-governador do Pará, Lúcio Vale (Foto: Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal deflagrou uma operação na manhã desta quinta-feira (12) que tem como alvo vice-governador do Pará, Lúcio Vale (PL). Os agentes federais estão cumprindo mandados de busca e a apreensão na residência de Vale  e também no palácio do governo estadual em busca de documentos do vice-governador. A PF está investigando suspeitas de fraudes em licitações, simulação de entrega de merenda escolar para e rede pública de ensino e o pagamento de vantagens indevidas a gentes públicos. 

Ao todo, os agentes federais estão cumprindo 23 mandados de busca e apreensão, 10 de prisão preventiva e quatro de prisão temporária nos municípios de Belém e região metropolitana, Cachoeira do Piriá, Peixe-Boi, Bragança, Capanema, e Garrafão do Norte. 

A operação, batizada de Vissaium, é um desdobramento da operação Carta de Foral, que foi deflagrada há cerca de um ano com o objetivo de investigar uma suposta organização criminosa responsável por 11 empresas que teriam celebrados contratos irregulares com 10 prefeituras paraenses . Esta empresas teriam recebido cerca de R$ 40 milhões desde 2013. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247