PF descobre que Allan dos Santos tentou articular a queda de prefeitos e governadores

Descoberta faz parte da investigação sobre atos antidemocráticos e o caso do blogueiro bolsonarista, que é peça central da mídia bolsonarista e se mudou para os Estados Unidos, pode ir para a primeira instância

Allan dos Santos e Jair Bolsonaro
Allan dos Santos e Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – Uma reportagem do Jornal Nacional, na noite de ontem, aponta que o blogueiro Allan dos Santos, uma das peças centrais da mídia bolsonarista, teve papel decisivo na difusão de ideias antidemocráticas e chegou a defender a derrubada de prefeitos e governadores. Allan dos Santos se mudou para os Estados Unidos e seu caso deve ir para a primeira instância.

"Segundo a PF, em um grupo de aplicativo de mensagens (chamado de Conselheiros TL) os participantes tentaram convencer a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) a derrubar a convocação e subsequente oitiva de João Bernardo Barbosa. As investigações apontam que Barbosa é sócio e membro do conselho administrativo do Terça-Livre, além de pessoa que paga contas de Allan dos Santos", aponta reportagem do G1.

"A PF também defende uma apuração de possíveis conexões de Alan dos Santos com a área de comunicação do governo federal. E cita um bilhete encontrado na casa do blogueiro, a partir do qual, é 'plausível afirmar', segundo a PF: 'Que há indicativo de que a citada articulação de Allan dos Santos transcende a mera difusão de ideias. Itens do material apreendido (manuscrito) na residência de Allan dos Santos expõe as seguintes ideias: 'objetivo: materializar a ira popular contra os governadores/prefeitos; fim intermediário: saiam às ruas; e 'fim último: derrubar os governadores/prefeitos'".

PUBLICIDADE

Procurado, Allan dos Santos ainda não havia respondido os contatos até a última atualização desta reportagem. A deputada Bia Kicis também não retornou as chamadas.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email