PF desiste de instalar delegacia em reduto de ex-líder do governo Bolsonaro

As atuais gestões do Ministério da Justiça e da Polícia Federal cancelaram a criação de uma delegacia em Petrolina, Pernambuco

www.brasil247.com - Em pronunciamento, à bancada, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).
Em pronunciamento, à bancada, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)


247 - O Ministério da Justiça e a direção da Polícia Federal cancelaram a criação de uma delegacia em Petrolina, cidade pernambucana que é a base eleitoral do ex-líder do governo de Jair Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

A instalação da delegacia da Polícia Federal tinha sido autorizada na época em que André Mendonça, atual ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), era titular da pasta. Um imóvel para abrigar a nova delegacia chegou a ser escolhido na cidade. A autorização da nova delegacia chegou a ser publicada em edição do Diário Oficial em março de 2021.

Em junho, a PF passou a se manifestar contrária à nova delegacia, afirmando que o projeto não se encontrava entre as demandas prioritárias. Em julho, a PF em Pernambuco arquivou em definitivo o processo de criação da nova delegacia.

As informações são dos jornalistas Camila Mattoso, Fabio Serapião e Flávio Ferreira na Folha de S.Paulo. A reportagem destaca que o ex-líder do governo Fernando Bezerra foi alvo de investigações da Polícia Federal nos últimos anos. Um dos filhos do senador, o deputado Fernando Coelho Filho (DEM-PE), chegou a ser indiciado pela PF por suspeita dos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, associação criminosa, falsidade ideológica e omissão de prestação de contas.

Também nesse ano, a PF pernambucana deflagrou uma operação contra desvios na Prefeitura de Petrolina, comandada por Miguel Coelho (DEM), filho de Bezerra.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247