PF deve começar a prender líderes que resistirem ao fim da greve

A Polícia Federal deve começar a prender líderes da greve que resistem ao fim da greve dos caminhoneiros; o acordo com o governo não foi o suficiente para que a categoria retomasse suas atividades; caos pode aumentar

A Polícia Federal deve começar a prender líderes da greve que resistem ao fim da greve dos caminhoneiros; o acordo com o governo não foi o suficiente para que a categoria retomasse suas atividades; caos pode aumentar
A Polícia Federal deve começar a prender líderes da greve que resistem ao fim da greve dos caminhoneiros; o acordo com o governo não foi o suficiente para que a categoria retomasse suas atividades; caos pode aumentar (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal deve começar a prender líderes da greve que resistem ao fim da greve dos caminhoneiros, de acordo com o Estadão. O acordo com o governo não foi o suficiente para que a categoria retomasse suas atividades. 

Em São Paulo, o prefeito Bruno Covas disse que a frota de ônibus tem combustível suficiente para circular somente até esta terça-feira (29).

Escoltas das forças de segurança priorizam o transporte para áreas essenciais - como o de combustível para a área de saúde, veículos policiais e aeroportos. Hospitais também cancelaram procedimentos não urgentes pelo risco de desabastecimento.

Os caminhoneiros protestam contra a alta nos preços do óleo diesel. Segundo o acordo feito com o governo haverá redução do preço diesel em R$ 0,46 pelo prazo de 60 dias.

Depois desse período, o preço do diesel será ajustado mensalmente, de acordo com a política de preços da Petrobras e o governo manterá o subsídio de R$ 0,46.

*Com Agência Brasil

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247