PF investiga desvio de mais de meio milhão da Caixa

Segundo investigações, uma conta bancária foi invadida por meio de acessos ilícitos ao Internet Banking da Caixa Econômica Federal, e os suspeitos receberam transferências ilegais em suas contas; Operação Patrocínio cumpre 13 mandados de busca apreensão no Distrito Federal, em Goiás e em São Paulo

Segundo investigações, uma conta bancária foi invadida por meio de acessos ilícitos ao Internet Banking da Caixa Econômica Federal, e os suspeitos receberam transferências ilegais em suas contas; Operação Patrocínio cumpre 13 mandados de busca apreensão no Distrito Federal, em Goiás e em São Paulo
Segundo investigações, uma conta bancária foi invadida por meio de acessos ilícitos ao Internet Banking da Caixa Econômica Federal, e os suspeitos receberam transferências ilegais em suas contas; Operação Patrocínio cumpre 13 mandados de busca apreensão no Distrito Federal, em Goiás e em São Paulo (Foto: Gisele Federicce)

Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta sexta-feira 16 a Operação Patrocínio para identificar uma organização criminosa que movimentou mais de R$ 500 mil da Caixa Econômica Federal entre outubro de 2012 e abril de 2013.

Segundo a investigação, uma conta bancária foi invadida por meio de acessos ilícitos ao Internet Banking da Caixa Econômica Federal, e os suspeitos receberam transferências ilegais em suas contas.

No total, foram cumpridos 13 mandados de busca apreensão: dez no Distrito Federal, dois em Goiás e um em São Paulo. Cerca de 60 policiais federais participam da operação, que apreendeu notebooks, smartphones, pen drives, tablets, HDs externos, cartões de memória, entre outros equipamentos, e documentos que apontam a relação entre os envolvidos na fraude.

Segundo a PF, os responsáveis pelos crimes poderão responder por furto qualificado, participação em organização criminosa e, eventualmente, pela quebra do sigilo bancário. As penas somadas por esses crimes podem chegar a 20 anos de prisão e multa, além da obrigação de devolver todo o dinheiro recebido indevidamente.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247