PF investigará ameaça a Dilma no Piauí

A Secretaria-Geral da Presidência da República divulgou nota nesta sexta (11) na qual relata as providências que tomou a partir de uma postagem em rede social que poderia colocar em risco a segurança da presidente Dilma Rousseff em evento no Piauí; segundo a nota, a Secretaria solicitou à Polícia Federal que investigue e à Advocacia Geral da União que avalie as medidas cabíveis, para eventual responsabilização penal e civil, decorrente de publicação de informações com possível caracterização de incitação a crime contra a presidente; o texto revela ainda que "o fato é agravado pelo envolvimento da empresa que prestaria serviços em evento da Presidência em Teresina"

www.brasil247.com - A Secretaria-Geral da Presidência da República divulgou nota nesta sexta (11) na qual relata as providências que tomou a partir de uma postagem em rede social que poderia colocar em risco a segurança da presidente Dilma Rousseff em evento no Piauí; segundo a nota, a Secretaria solicitou à Polícia Federal que investigue e à Advocacia Geral da União que avalie as medidas cabíveis, para eventual responsabilização penal e civil, decorrente de publicação de informações com possível caracterização de incitação a crime contra a presidente; o texto revela ainda que "o fato é agravado pelo envolvimento da empresa que prestaria serviços em evento da Presidência em Teresina"
A Secretaria-Geral da Presidência da República divulgou nota nesta sexta (11) na qual relata as providências que tomou a partir de uma postagem em rede social que poderia colocar em risco a segurança da presidente Dilma Rousseff em evento no Piauí; segundo a nota, a Secretaria solicitou à Polícia Federal que investigue e à Advocacia Geral da União que avalie as medidas cabíveis, para eventual responsabilização penal e civil, decorrente de publicação de informações com possível caracterização de incitação a crime contra a presidente; o texto revela ainda que "o fato é agravado pelo envolvimento da empresa que prestaria serviços em evento da Presidência em Teresina" (Foto: Valter Lima)


247 - A Secretaria-Geral da Presidência da República divulgou nota na noite desta sexta-feira (11) na qual relata as providências que tomou a partir de uma postagem em rede social que poderia colocar em risco a segurança da presidente Dilma Rousseff em evento no Piauí.

Segundo a nota, a Secretaria solicitou à Polícia Federal que investigue e à Advocacia Geral da União que avalie as medidas cabíveis, para eventual responsabilização penal e civil, decorrente de publicação de informações, em rede social, que poderiam colocar em risco a segurança da presidente, com possível caracterização de incitação a crime contra ela. 

Segundo a nota, o fato é agravado pelo envolvimento da empresa que prestaria serviços em evento da Presidência em Teresina. 

Abaixo a nota na íntegra:

A Secretaria-Geral da Presidência da República solicitou à Polícia Federal que investigue e à Advocacia Geral da União que avalie as medidas cabíveis, para eventual responsabilização penal e civil, decorrente de publicação de informações, em rede social, que poderiam colocar em risco a segurança da Presidenta da República, com possível caracterização de incitação a crime contra a sua pessoa.

O fato é agravado pelo envolvimento de empresa que prestaria serviços em evento da Presidência em Teresina - PI. Repudiamos qualquer forma de incitação a crime ou a atentado contra qualquer pessoa

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247