CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Caso Marielle: PF vai oferecer delação premiada a Ronnie Lessa para que ele entregue mandantes

Investigadores apontaram o envolvimento de outros milicianos no assassinato da ex-vereadora e tentam descobrir quem foi o mandante do homicídio

Ronnie Lessa e Marielle Franco (Foto: Mídia Ninja | Reprodução)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Policiais federais vão oferecer ao ex-policial militar Ronnie Lessa uma delação premiada para que ele conte detalhes do assassinato da ex-vereadora da cidade do Rio de Janeiro (RJ) Marielle Franco (PSOL). O ex-PM está preso desde 2019 após ser apontado por investigadores como o responsável pelos tiros que mataram a então parlamentar em março de 2018 na região central do município do Rio. A informação foi divulgada nesta terça-feira (25) pela jornalista Natuza Nery, da GloboNews. Investigadores apontaram o envolvimento de mais pessoas no crime e tentam descobrir quem foi o mandante do homicídio. 

Em delação, outro ex-policial, Élcio Queiroz, admitiu que dirigia o carro de onde participaram os tiros dados pelo ex-militar. O delator apontou o envolvimento de outras pessoas no assassinato - sargento da PM Edmilson da Silva de Oliveira, o Macalé, morto em 2021, que teria apresentado a Lessa o "trabalho" de executar Marielle. Policiais federais apuram a mando de quem Macaque lé fez a intermediação. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em depoimento, Queiroz disse que o mecânico Edilson Barbosa dos Santos, "Orelha", foi procurado por Suel para se desfazer do carro usado no homicídio. Nesta segunda (24), o ex-bombeiro Maxwell Simões Corrêa, o Suel, foi preso por envolvimento no assassinato.

Morta pelo crime organizado, Marielle era ativista de direitos humanos. Fazia denúncias contra a violência policial nas favelas e criticava a atuação de milícias - grupos que praticam atividades de forma ilegal, como a cobrança de taxas para alguns serviços (energia e segurança), além de envolvimento com homicídios e tráfico de drogas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO