PGR é contra impeachment de Weintraub

Deputados acionaram o STF apontando crime de responsabilidade pelo ministro Abraham Weintraub Educação) devido à “omissão” do Ministério da Educação no uso de R$ 1 bilhão resgatados pela Lava Jato

Deputados também apontaram falta de decoro de Abraham Weintraub
Deputados também apontaram falta de decoro de Abraham Weintraub (Foto: Marcos Correa - PR)

247 - A Procuradoria-Geral da República enviou parecer ao Supremo Tribunal Federal pela rejeição do pedido de impeachment feito por um grupo de parlamentares contra o ministro da Educação, Abraham Weintraub. A informação é do site O Antagonista.

Deputados acionaram o STF apontando crime de responsabilidade pelo ministro devido à “omissão” do Ministério da Educação no uso de R$ 1 bilhão resgatados pela Lava Jato. Também apontaram falta de decoro no cargo e ineficiência quanto à gestão das políticas de alfabetização.

Uma comissão da Câmara dos Deputados fez uma radiografia no MEC e indicou paralisia tanto no planejamento quanto na execução de políticas públicas. Até julho só 4,4% da verba reservada para investimentos do MEC foi executada. Em números absolutos foram R$ 184,06 milhões investidos em 2019, ante R$ 457,62 milhões em 2018. 

De acordo com reportagem do jornalista Breno Pires, publicada no jornal O Estado de S.Paulo, publicada em novembro de 2019, "na lista dos problemas identificados estão desde a falta de ações concretas para o fomento da alfabetização até a alta rotatividade de funcionários comissionados. O MEC alega que programas serão lançados em breve e o descontingenciamento de recursos é recente".

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247