PGR denuncia Roberto Jefferson por incitação ao crime

A subprocuradora Lindôra Araújo lista diversas entrevistas nas quais Jefferson estimulou a população a invadir o Congresso, a reagir a policiais militares e a atacar instituições, como o STF

Roberto Jefferson
Roberto Jefferson (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Procuradoria-Geral da República (PGR), por meio da subprocuradora Lindôra Araújo, denunciou na quarta-feira (25) o ex-deputado federal e presidente do PTB, Roberto Jefferson, por incitação ao crime, segundo Daniela Lima, da CNN Brasil.

Na peça, enviada ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, a PGR detalha diversas entrevistas nas quais Jefferson estimulou a população a invadir o Congresso Nacional, a reagir a policiais militares e a atacar instituições, como o STF.

O documento ainda faz menção às categorias de crimes relacionados ao racismo que Roberto Jefferson teria cometido.

PUBLICIDADE
pfr-jefferson

Jefferson está preso no Rio de Janeiro e, anteriormente, Lindôra havia defendido a conversão da prisão do ex-deputado em prisão domiciliar. A defesa de Jefferson alega que ele tem sérios problemas de saúde, como diabetes, hipotireoidismo, diverticulite, e sequelas do tratamento de câncer e de uma cirurgia bariátrica, e que, por esta razão, ele deveria cumprir prisão domiciliar.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email