Piantella, reduto do poder, sofre arrombamento

Invadida casa de vinhos que funciona na sobreloja do restaurante e pertence aos mesmos donos, o advogado de Duda Mendonça, Kakay, e Marco Aurélio Costa; foram levadas bebidas e uma televisão; adega com garrafas de até R$ 20 mil ficou intacta; advogado 'agradeceu' bandidos ironicamente; suspeito está preso

Piantella, reduto do poder, sofre arrombamento
Piantella, reduto do poder, sofre arrombamento (Foto: Edição/247)

Brasília 247 – Na madrugada desta segunda-feira 20, criminosos assaltaram o restaurante Piantella e a importadora de vinhos Expand, que funciona na superquadra 202 sul. Ambos estavam fechados no momento do arrombamento. Assim como o restaurante mais popular entre os políticos do país, o estabelecimento den vinhos também pertence ao advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, que defende Duda Mendoça no Mensalão e que representou Demóstenes Torres na CPI do Cachoeira. Ali, ele tem como sócio o empresário Marco Aurélio Costa.

Os prejuízos ainda não estão totalmente contabilizados, mas foram levadas bebidas e uma televisão. Para entrar no local, quatro ladrões utilizaram uma barra de madeira para quebrar uma das portas de vidro.

Com a análise das imagens das câmeras de segurança, a polícia comprovou que um morador de rua que estava com quatro garrafas de uísque fazia parte do grupo que invadiu o lugar. O homem foi preso por volta das 6h30.

Kakay brincou com o assunto agradecendo o fato dos criminosos terem mantido intacta a adega de cerca de 20 mil garrafas, entre elas algumas custando R$ 20 mil.

O outro sócio, Marco Aurélio Costa, reclamou da falta de segurança. "O mais correto seria ter Cosme e Damião [dupla de policiais militares] nas quadras, 24 horas", afirmou em entrevista ao portal G1.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247