Piloto de lancha que naufragou no Lago Paranoá é condenado

A embarcao Front Roll carregava cinco passageiros a mais do que o permitido

www.brasil247.com - Piloto de lancha que naufragou no Lago Paranoá é condenado
Piloto de lancha que naufragou no Lago Paranoá é condenado (Foto: Wilson Dias / ABr - 25.05.2010)


Brasília 247 — O piloto da lancha Front Roll, que naufragou no Lago Paranoá, em 22 de maio de 2010, foi condenado a dois anos e quinze dias pelo homicídio culposo pela morte das irmãs Juliana Queiroz da Lira e Liliane Queiroz da Lira. José da Costa Junior, de 35 anos, foi acusado de ter permitido a entrada de mais passageiros do que a lotação máxima permitida e de dirigir de forma imprudente.

À época, as vítimas tinham 21 anos e 18 anos, respectivamente, e morreram afogadas. Os corpos só foram encontrados 80 horas após o acidente. A embarcação comportava seis pessoas, mas transportava 11. Também não havia coletes salva-vidas para todos os tripulantes. As irmãs, que não sabiam nadar, estavam sem o equipamento de segurança.

O ex-piloto havia consumido bebida alcoólica, mas a quantidade registrada no bafômetro estava dentro do aceitável pela legislação. Além disso, Costa Junior fez manobras perigosas na madrugada do dia do acidente, o que facilitou o naufrágio. O réu vai cumprir a pena em regime aberto e pode recorrer.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email