PL tem 24 horas para explicar ao TSE uso do Fundo Partidário para produzir documento falso sobre as urnas

Corregedor atendeu determinação do presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, para que o partido de Bolsonaro explique o "uso de recursos públicos" na contratação do serviço

www.brasil247.com - Valdemar Costa Neto e Jair Bolsonaro
Valdemar Costa Neto e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Marcelo Camargo/Agência Brasil | Clauber Cleber Caetano/PR)


247 - O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, tem 24 horas para prestar informações sobre o uso de verbas públicas para a elaboração de um relatório de auditoria questionando a segurança das urnas eletrônicas. O corregedor da Justiça Federal, ministro Benedito Gonçalves, atendeu à determinação do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes. 

De acordo com reportagem do jornal O Globo, o corregedor pede que Valdemar explique  "o uso de recursos públicos oriundos do Fundo Partidário na contratação de serviços que resultaram no documento", produzido pelo IVL (Instituto Voto Legal) por cerca de R$ 225 mil.

O pagamento ao IVL consta no balanço financeiro do PL enviado ao TSE, segundo registros de uma conta bancária identificada como "outros recursos". 

A transferência eletrônica ocorreu no dia 29 de julho. Na mesma conta aparecem registradas, por exemplo, doações de empresários feitas ao partido comandado por Valdemar Costa Neto.

Chamado de "Resultados da Auditoria de Conformidade do PL", o documento que veio a público nesta quarta-feira (29) questiona a confiabilidade do sistema eletrônico de votação. Logo depois, o TSE disse que as afirmações do partido são falsas, mentirosas, fraudulentas e visam tumultuar as eleições.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247