PML: antecipação do debate sobre alianças é lamentável

O jornalista Paulo Moreira Leite condena a antecipação do debate eleitoral, a respeito das declarações do ex governador Jaques Wagner (PT-BA) sobre uma possível chapa presidencial entre PT e PDT; "É realmente lamentável, as pessoas deveriam centrar forças e batalhar até o fim pela candidatura do ex-presidente. Enquanto o golpe não acabar, não conseguiremos pacificar o país"; avalia; Assista a íntegra do programa Boa Noite 247

O jornalista Paulo Moreira Leite condena a antecipação do debate eleitoral, a respeito das declarações do ex governador Jaques Wagner (PT-BA) sobre uma possível chapa presidencial entre PT e PDT; "É realmente lamentável, as pessoas deveriam centrar forças e batalhar até o fim pela candidatura do ex-presidente. Enquanto o golpe não acabar, não conseguiremos pacificar o país"; avalia; Assista a íntegra do programa Boa Noite 247
O jornalista Paulo Moreira Leite condena a antecipação do debate eleitoral, a respeito das declarações do ex governador Jaques Wagner (PT-BA) sobre uma possível chapa presidencial entre PT e PDT; "É realmente lamentável, as pessoas deveriam centrar forças e batalhar até o fim pela candidatura do ex-presidente. Enquanto o golpe não acabar, não conseguiremos pacificar o país"; avalia; Assista a íntegra do programa Boa Noite 247 (Foto: Lais Gouveia)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

TV 247 - O programa Boa Noite 247 desta quarta-feira (2) destacou os últimos acontecimentos políticos do país, abordando temas relacionados à liberdade do ex-presidente Lula, uma possível antecipação do debate eleitoral e a tragédia do desabamento do prédio no Largo do Paissandu (SP).

O ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT-BA), declarou em entrevista sobre uma possível aliança entre o PT e PDT na disputa presidencial.

O jornalista Paulo Moreira Leite condena a antecipação do debate eleitoral. "É realmente lamentável, as pessoas deveriam centrar forças e batalhar até o fim pela candidatura do ex-presidente. A luta deveria ser sem rachaduras ou duvidas, uma defesa pública e segura de Lula. Enquanto o golpe não acabar, não conseguiremos pacificar o país", ressalta. 

A respeito do prédio que desabou, o jornalista Alex Solnik ironiza a decisão de Michel Temer visitar o Largo do Paissandu, local onde ocorreu a tragédia. "O sujeito é o mais odiado do país e mandam ele para o local tragédia, onde as pessoas estão revoltadas. Justamente o Temer, que poderia ter contornado a situação (o prédio estava sob a posse do Governo Federal)", avalia. 

Paulo Moreira Leite ressalta a importância dos movimentos sociais no contexto de golpe. "Os movimentos de moradia representam a luta mais dura do povo brasileiro contra a miséria, que é o sujeito que se recusa ir pra rua, que é pra onde ele foi jogado e resolve procurar uma residência digna. Vivemos um momento onde o povo está perdendo sua renda, as pessoas estão desempregadas e sendo despejadas. Agora todos esses movimentos de moradia serão criminalizados", denuncia. 

Inscreva-se na TV 247 e confira a íntegra do programa Boa Noite 247 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247