PML: Lava Jato sofre derrota com denúncia de juristas internacionais

O jornalista Paulo Moreira Leite comenta a carta escrita por dez renomados juristas da Espanha, França e Argentina, entre eles o ex-juiz espanhol Baltasar Garzón, onde expressam preocupação pelo andamento do processo que condenou arbitrariamente o ex-presidente Lula; "A operação Lava Jato sofre derrota com essa denúncia", observa; assista a íntegra do programa Boa Noite 247 

PML: Lava Jato sofre derrota com denúncia de juristas internacionais
PML: Lava Jato sofre derrota com denúncia de juristas internacionais

TV 247 - O programa Boa Noite 247 desta quinta-feira (9) destacou a carta de juristas internacionais denunciando arbitrariedades no julgamento do Lula, o recado do ex-presidente criticando a censura da Rede Bandeirantes, além do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski ter recebido os sete militantes que fazem greve de fome pela liberdade de Lula. 

Por meio de uma carta,  um grupo formado por dez renomados juristas da Espanha, França e Argentina, entre eles o ex-juiz espanhol Baltasar Garzón, expressou preocupação pelo andamento do processo que condenou arbitrariamente o ex-presidente Lula. O Documento será entregue aos presidentes da França, Espanha e Portugal. Os ministros do STF também receberão a carta. 

O jornalista Alex Solnik afirma que a ação foi a mais importante da comunidade jurídica internacional. "O grampo de Sérgio Moro nos ex-presidentes Dilma e Lula, além do escritório de advocacia que defende Lula ter sido  grampeado ,é um dos pontos mais arbitrários que os juristas apontam na carta", expõe. 

O jornalista Paulo Moreira Leite considera que a Operação Lava Jato, responsável pelo achincalhamento público e perseguição ao ex-presidente Lula, sofre mais uma derrota com a carta dos juristas. "Creio que há uma reversão no processo de Lula e a denúncia contida nesta carta é parte disso", comenta. 

Censura 

O ex-presidente Lula pronunciou-se a respeito da Rede Bandeirantes não o ter convidado para o debate presidenciáveis. O TRF-4 também vetou sua participação. "Sou candidato porque não cometi nenhum crime", afirmou o ex-presidente. 

O jornalista Alex Solnik avalia que a ação da Bandeirantes ao vetar Lula é um tiro no pé. "A emissora esvazia seu próprio debate", afirma. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Boa Noite 247 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247