Polícia divulga novo vídeo do assassino do Realengo

Gravao revela que o assassinato vinha sendo tramado h mais de um ano por Wellington Menezes de Oliveira

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Um novo vídeo feito por Wellington Menezes de Oliveira, o assassino de 12 estudantes na escola de Realengo, no Rio de Janeiro, revela que o crime vinha sendo planejado há quase um ano. A Polícia Civil do Rio de Janeiro divulgou o vídeo nesta quarta-feira. Nele, Wellington aparece lendo uma carta. Na gravação de 58 segundos, o assassino olha sério e fixamente para a câmera que ele mesmo colocou para gravar sentado em um sofá. A última exibição do vídeo ocorreu em julho de 2010. Portanto, as imagens foram feitas antes dessa data, o que demonstra que o ex-aluno da Escola Municipal Tasso da Silveira já tinha planos de executar o crime há mais de um ano. As imagens foram recuperadas do computador do atirador pela polícia.

No vídeo, Wellington diz que "a maioria das pessoas que me desrespeitam pensam que eu sou um idiota, se aproveitam da minha bondade, me julgam antecipadamente. São falsas testerais (sic). Descobrirão que eu sou da maneira mais radical. Uma ação que farei por meus semelhantes que são humilhados, agredidos, desrespeitados em vários locais principalmente em escolas e colégios pelo fato de serem diferentes, de não fazerem parte grupo dos infiéis, dos vesperais (sic), dos falsos, dos corruptos, dos maus. São humilhados por serem bons".

Assista ao vídeo:

 

fonte: Agência Estado

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247