CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Polícia Federal vistoria Ministério da Fazenda após invasão

Objetivo é conferir se houve danos ao prédio com a invasão do local pela Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar; ocupação durou cerca de quatro horas da manhã desta quarta-feira 23

Polícia Federal vistoria Ministério da Fazenda após invasão (Foto: ANTONIO CRUZ/ABR)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Agência Brasil – Agentes e peritos da Polícia Federal (PF) fazem neste momento uma vistoria na portaria principal do Ministério da Fazenda. O prédio foi invadido na manhã de hoje (23) por agricultores ligados à Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), que reivindicam mais recursos para a reforma agrária. Eles já deixaram o ministério, mas permanecem em frente ao prédio.

Os policiais federais colhem impressões digitais e tiram fotos do local. O objetivo da PF é avaliar os danos ao patrimônio público durante o protesto. Trabalhadores rurais quebraram vidraças para entrar no prédio, por volta das 6h.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Eles decidiram deixar o ministério depois que conseguiram uma reunião com o secretário executivo da pasta, Nelson Barbosa. O encontro ainda não terminou.

Antes da reunião, a coordenadora-geral da Fetraf disse que o governo não deve olhar só para indústria, ao comentar os incentivos para os setores automotivos e de bens de capital anunciados esta semana. "Nosso setor também é importante para a economia brasileira, porque nós produzimos alimentos e também podemos acabar com a miséria no país", destacou, em entrevista à Agência Brasil.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A mobilização ocorreu simultaneamente em vários estados, segundo a coordenadora-geral, com o objetivo de "destravar a pauta de reivindicações" do movimento, encaminhada ao governo federal em abril.

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO