Polícia investiga estudantes de Medicina que fizeram "punhetaço"

Além disso, o Ministério da Educação deu 15 dias para Universidade Santo Amaro mostrar medidas tomadas

Estudantes de Medicina da Unisa cometem importunação sexual contra atletas femininas
Estudantes de Medicina da Unisa cometem importunação sexual contra atletas femininas (Foto: Reprodução)


Clique aqui para receber notícias do Brasil 247 e da TV 247 no WhatsApp

247 - A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Carlos, localizada no interior de São Paulo, está conduzindo uma investigação relacionada aos estudantes do curso de medicina da Universidade Santo Amaro (Unisa), que foram flagrados em masturbação coletiva durante uma partida de vôlei feminino em um campeonato universitário. Embora o incidente tenha ocorrido em abril deste ano, o vídeo que registra o ocorrido ganhou notoriedade no último domingo (17).

Em comunicado oficial, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP) anunciou que, ao tomar conhecimento dos acontecimentos, imediatamente iniciou diligências para apurar o incidente, segundo informações do G1. A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Carlos já deu início às investigações com o objetivo de esclarecer completamente os fatos. No entanto, a Secretaria não especificou qual crime está sendo investigado no momento. >>> Associação de Médicos pela Democracia cobra punição de estudantes de Medicina envolvidos em masturbação coletiva

Além disso, nesta segunda-feira, dia 18, o Ministério da Educação (MEC) notificou a Universidade Santo Amaro (Unisa) e estabeleceu um prazo de 15 dias para que a instituição de ensino informe quais medidas foram tomadas em resposta ao incidente. O MEC, através da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), expressou a intenção de apurar as ações tomadas pela Unisa em relação aos acontecimentos, sob pena de iniciar um procedimento de supervisão e adotar medidas disciplinares, caso as providências necessárias não sejam tomadas.

continua após o anúncio

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, repudiou nesta segunda-feira (18) o ato de masturbação coletiva dos estudantes de Medicina da Unisa. "O episódio da Universidade Santo Amaro, que veio à tona neste domingo, é um completo absurdo e estamos tomando as providências cabíveis. De Nova Iorque, onde participo de agendas da ONU, estou acompanhando o caso e dialogando com a equipe do Ministério das Mulheres", disse Cida Gonçalves em vídeo nas redes sociais.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247